sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Um Corpo que Cai


Um corpo que cai é considerado obra-prima de Hitchcock. E merece mesmo ser visto assim.
Filmado em 1958, o filme possui um enredo bem articulado e denso, composto por surpresas e reviravoltas. Um policial que sofre de acrofobia (medo de altura) é contratado por um amigo para seguir a sua mulher, atormentada por motivos obscuros.
Ao presenciar uma tentativa de suicídio dela, ele é obrigado a se aproximar, acabam construindo uma relação muito próxima e se apaixonam perdidamente, como todo bom filmão antigo.
A partir disso o espectador é envolvido pela história rica e instigante, que provoca inúmeras indagações sobre os rumos dos protagonistas.
Seria mesmo Madeleine uma figura louca? Ou atormentada pelo encosto da bisavó? Estariam mesmo apaixonados, já que tudo ocorre tão rapidamente? As dúvidas brotam a todo instante, causando um impacto novo a cada revelação.
A agilidade e riqueza do roteiro são enriquecidos pelas boas atuações, trilha sonora tensa, figurino impecável, que acabam confirmando esse status triunfal da produção.
Mas nem tudo é sucesso. Tivesse Kim Novak um maquiador mais competente, seria muito mais crível encarar a moça como uma femme fatale genuína, sem as medonhas sobrancelhas triangulares que destoam do seu rosto bonito (o.k, piadinha idiota, mas necessária. O que é aquilo, minha gente??).
Um real marco na história do cinema, Um corpo que cai chegou a inspirar em 97, a banda Faith no More, que gravou um clipe cheio de referências irônicas à obra: mas apesar de Jennifer Jason Leigh encarnar uma Madeleine Elster mais bonita, o charme não é o mesmo. E a música é ruim.


aí o clipe:

5 Comentários:

Blogger The Immature Girl disse...

eu adoro as sobrancelhas dela nesse filme! bom, deve ser só eu, hehehehe...

adoro a cena da escada com aquele efeito de lentes... genial...

13 de janeiro de 2008 16:17  
Blogger .F Marques disse...

hitchcock é um gênio porque consegue fazer alguem parar seu tempo para poder escrever sobre suas obras, ele é gênio porque isso dura milhões de décadas já. Ótima reflexão.

13 de janeiro de 2008 17:44  
Anonymous CresceNet disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my site, it is about the CresceNet, I hope you enjoy. The address is http://www.provedorcrescenet.com . A hug.

15 de janeiro de 2008 20:13  
Blogger Le Coupin disse...

É a moda da época, esse menino!
Hahahahah...

16 de janeiro de 2008 15:49  
Blogger Gentle Rick disse...

aiii ainda naum pude ver a esse filme (nem conferir as tais sombrancelhas hauhauau). mas q hich eh um genio cinematografico, isso ninguem nega...

25 de janeiro de 2008 17:48  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial