segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Janela Indiscreta




Um fotógrafo sofre um acidente e é obrigado a ficar durante semanas preso a uma cadeira de rodas, dentro do seu apartamento. O ócio misturado à incontrolável curiosidade inerente ao ser humano, numa época em que não existia celular, velox e SKY, o faz voltar a sua atenção para os apartamentos alheios, observar a vida da vizinhança como meio de entretenimento.
Ao observar atitudes suspeitas de um vizinho, começa a acreditar num possível atentado cometido por este contra a sua mulher. Aliado à sua namorada (Grace Kelly, maravilhosa) e a uma enfermeira, começa a investigar obsessivamente o caso, pondo em risco a sua integridade moral.
É inegável dizer que Janela Indiscreta seja um clássico. Dirigido por Alfred Hitchcock, o filme já inspirou algumas refilmagens e homenagens no cinema atual. A forma moderada de se dosar o suspense (como confirmar que seja mesmo?), o humor presente na trama simples, porém envolvente e eloqüente, enchem os olhos.
A grandeza do cenário, os movimentos de câmera curiosos e necessários, as boas atuações e a beleza de Grace Kelly (!) são aspectos encantadores que não podem deixar de serem abordados.
Ágil e inteligente, Janela Indiscreta confirma o seu posto como referência cinematográfica, ao tratar de maneira firme a questão da emancipação feminina sem pieguices, num período machista da sociedade americana.

2 Comentários:

Blogger .F Marques disse...

Hitchcock encanta exatamente pelo que você citou, câmera, trama e etc, parece que ele foi um dos pioneiros a entender que cinema pode ser harmónico, leve, agradável, ele é a vanguarda do estilo hollywoodyano, mas com algo a mais, bem mais criterioso, digamos. Ainda hoje ele é vanguarda.
Gostei de suas observações, bem generosas.

17 de dezembro de 2007 22:28  
Blogger The Immature Girl disse...

conheci seu blog através do Le Cu pã, hehehehe...

Li o pst do Painted Veil, e adorei esse filme, fiz um post sobre ele tb, mas como odeio fazer resenhas, o seu post está ótima pra explicar melhor o filme, que o meu, hehehehe...
bjus!

20 de dezembro de 2007 08:23  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial