domingo, 11 de novembro de 2007

Chá de Cogumelo


Desconstruir as fábulas Dysneicas não é idéia das mais frescas (lembrando dos milhões que a DreamWorks já catou com a febre de Shrek - a referência mais recente), mas de que importa? A diversão é assegurada e ainda assim, pode-se ser muito original.
O grupo teatral Dimenti fechou com sucesso o Festival Nacional de Teatro na Bahia, com a montagem "Chá de Cogumelos", que faz isso mesmo: desconstrói da maneira mais irreverente os contos infantis. Dessa forma, através de sucessivas doses de "chá de Cogú", a peça é marcada por momentos protagonizados por personagens absurdas: uma Chapeuzinho Vermelho lasciva, uma Maria fria e calculista, uma Bruxa quilombola, uma Rapunzel assassina, uma Fada sapatão, seguidas de uma série de outras figuras incrivelmente toscas e caristmáticas, que florescem na trama aparentemente desconexa, mas que ganha um sentido no final.
Através desses seres com personalidades desvirtuadas de valores éticos ou morais (ou excessivamente morais, libertários etc), vão sendo feitas críticas sutis e muito convenientes ao modelo de pensamento social atual.
Os atores se revezam nos inúmeros papéis, mesclam música e dança ao processo de criação (característica do grupo), tornando o onírico mundo dos seres encantados um universo mais alucinado ainda, cheio de referências de cultura pop e de cultura descartável.
Pra quem não viu, resta esperar as comemorações de 10 anos da companhia, já que prometem um 2008 de comemorações intensas. Pra quem quer ver logo, em dezembro eles ficam em cartaz no Teatro Gamboa (que com fé em Deus deve ter aproveitado o crediário da Ricardo Eletro e comprado, ao menos, um ventiladorzinho da Mallory), com uma outra montagem.
E lembrem-se: “soldado morto, farda noutro, pô!”

1 Comentários:

Blogger Martha Brum disse...

Olá! Vi seu link lá no orkut! Legal seu comentário sobre a peça. Posso postar lá no blog do Dimenti?

Beijão,

Paula

12 de novembro de 2007 18:34  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial