terça-feira, 21 de agosto de 2007

Sonhos de uma noite de verão


Sonhos de uma noite de verão pode parecer mais uma obra entusiasmada sobre o orgulho negro e a discriminação étnica (tema um tanto malhado por aqui), mas não é. Pode assustar também os não tão fãs do teatro grandioso, colossal, com inúmeros artistas contracenando, mas não chega a tanto.
Com esses pré-conceitos iniciais vencidos, Sonhos... Faz-se uma surpresa agradável. Baseado na obra de Shakespeare de mesmo nome, a peça é uma adaptação espirituosa que mescla ritmos musicais populares com a fala rebuscada e dramática da obra original. Utiliza o mesmo cenário- o palco praticamente vazio- para contar duas histórias paralelas que se interligam: na Grécia Clássica, um grupo de pessoas comuns prepara-se para encenar uma tragédia para o rei e seres humanos e encantados desencontram-se amorosamente às vésperas de um casamento da aristocracia.
O problema da peça está justamente na escolha da atriz de destaque. Hérmia, que deveria ser uma personagem graciosa e/ou ao menos simpática, é encarnada por uma atriz fraquíssima, sem presença alguma de corpo ou voz (uma espécie de Mariana Ximenes dos palcos baianos), ficando ofuscada pela original e singular colega de palco, intérprete de Helena. O roteiro também parece ser um pouco confuso, pois não deixa claro as reais intenções do soberano e a sua relação com o acontecimento.
Mas aspectos positivos superam essas imperfeições.As oníricas fadas encantam pelo som e beleza das danças (numa possível e maluca alusão às dançarinas do Moulin Rouge- o que funciona muito bem). Os Pucks, indispensáveis para o desenvolvimento do enredo, roubam a cena por serem engraçados e absurdamente depravados, amorais. Seres sexuais, antes de tudo.
No entanto, o cansaço toma o espectador perto do final da montagem, pois perde-se muito tempo ao encenar na dramatização, a tragédia ensaiada pelas personagens ao longo da peça. Um roteiro mais enxuto encurtaria o tempo de duração da peça (duas horas), deixando-a com mais fluidez. Ainda assim Sonhos de uma noite de verão é uma boa atração em cartaz, para quem preza por um espetáculo interessante, muito bem ensaiado e de bom gosto.

6 Comentários:

Blogger André disse...

Pedrinho, já sou seu fã por relação então sou suspeito em falar sobre o que vc escreve. De qualquer forma, sinto que vc escreve com a alma, vc põe pra fora exatamente o que sente e na mesma intensidade. Continue assim, meu ...

21 de agosto de 2007 15:24  
Blogger Vinny disse...

Quem é você, sua viadinha uó pra falar de Mariana?! Se compreenda, viada!

Eu acho o bando ótimo! Quero muito assistir...

A colocação de Mariana no seu texto é pura implicância. tsc!

22 de agosto de 2007 09:54  
Blogger Carmem Silvia disse...

Aceitei o cafezinho e gostei do bate-papo!

23 de agosto de 2007 05:51  
Blogger dieGo! disse...

Hahaha!
Nosso amigo Vinny como sempre dando o cu pras divas dele. Enfim... recebi um informativo do Vila sobre a última apresentação dessa peça e eu acabei nem assistindo! =(

23 de agosto de 2007 20:32  
Blogger angie_carangi disse...

vida!
sem parodiar andré, mas sinto exatamente assim: você escreve com a alma. e sabe, com graça e sensibilidade, traduzir em seu enfoque crítico o que sente na hora do espetáculo.
parabéns, alma gêmea de minha vida!

só pra avisar que respondi seu e-mail (:

27 de agosto de 2007 10:12  
Blogger rick gentil disse...

acredita q ganhei um par d ingressos de um professor p assistir a essa peça e simplesmente nao fui... to com raiva d mim ateh hj. queria muito ver esse espetáculo...

21 de setembro de 2007 10:43  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial