terça-feira, 31 de julho de 2007

Auto da Gamela


Diz o Aurélio: Gamela, vasilha de madeira ou de barro, com a forma de alguidar ou escudela grande, para lavagem e/ou para dar comida aos animais domésticos.
Diz um dos saltimbancos: “Auto é uma história dramática, todo mundo já sabe”.
O Auto da Gamela é homenagem pura. Baseado na obra homônima de dois escritores do sudoeste baiano da década de 80, é encenado pela Finos Trapos- companhia teatral baiana maciçamente integrada por conquistenses. A peça narra a história de sertanejos que concebem Francisco, uma alusão clara à história de Cristo. Para isso,utilizam-se da metalinguagem na forma de um grupo de teatro mambembe, como os tradicionais saltimbancos que se espalharam pelo nordeste, levando um pouco de cultura às regiões mais distantes.
Ao chegar num vilarejo, o grupo começa a encenar o tal Auto, alternando drama e comédia, transbordando poesia e lirismo, através das suas figuras mitológicas (destaque para a aparição da Nossa Senhora dos Verdes- brilhante). Ainda possui função social, denunciando a seca, a pobreza e consequentemente o descaso dos demais com o povo nordestino.
As boas surpresas não se resumem ao enredo e boas atuações. As músicas cantadas no espetáculo são de uma beleza singela, o palco é muito bem aproveitado, com um cenário ágil e multifacetado.
Ao fim da peça, a sensação é das melhores. É possível se emocionar e rir, com um produto de qualidade que não se prende aos paradigmas das montagens populares daqui. Se depender deles, o teatro baiano tem salvação.

7 Comentários:

Blogger Ramon disse...

eu recomendo.

31 de julho de 2007 15:07  
Blogger Carmem Silvia disse...

Li tudinho e gostei muito.
Sua escrita sempre me agrada.
Voltarei sempre!

31 de julho de 2007 16:37  
Blogger Helder Maia disse...

aeh pedro!

bem-vindo... pelo jeito vc vai cobrir as dicas culturais da cidade!!!
parabéns e siga em frente

abraços

31 de julho de 2007 17:57  
Blogger Ana disse...

Pedro, gostei bastante! Fiquei com vontade de ver o filme do primeiro post! Vou aparecer de vez em quando! Um beijo!

31 de julho de 2007 18:23  
Blogger Poliana disse...

Gostei muitoooooooooooooooooo!!! Muito obrigada pelo comentário, agradeço em nome da FINOS!
Polis Nunes (Cia. de Teatro Finos Trapos)

8 de agosto de 2007 05:47  
Blogger Priscila Povoas disse...

No dia que vi Auto da Gamela no teatro Vila Velha o som não estava muito bom por isso meu entendimento das letras das músicas foi prejudicado. Mesmo assim adorei a peça, o cenário é muito bem elaborado e utilizado. Sucesso para esse grupo!

11 de agosto de 2007 18:44  
Blogger leticia disse...

oi amor... nem sei quem é vc, mas vi o que escreveu sober as duas peças... auto da gamela e as trouxas. Por um segundo pensei ate que iria ter comparação, mas cai em mim e pensei mas como??? impossivel comparar um tipode espetadulo lindo como o AUTo com esse tipo de "espetaculo de baixarias"... concordo com vc em n°, genero e grau e ainda aumento!
ADOREI Auto, e sai de lá com uma felicidade extrema!

17 de agosto de 2007 22:18  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial